Se você acha que só alunos do ensino médio sofrem para compreender Física, está muito enganado. Na Austrália, professores da Flinders University estão usando carrinhos de Lego para ajudar seus alunos a entender conceitos de velocidade, aceleração e energia cinética, por exemplo.

Créditos: Divulgação

Carrinhos de Lego são usados em laboratório de Física

No laboratório da disciplina de Física Introdutória, os alunos são convidados a medir o tempo que leva para que os carrinhos percorram uma determinada distância. Em seguida, repetem a experiência em uma rampa com superfície de alta ou baixa fricção. Para aumentar o desafio, eles fazem testes com modelos com diferentes tipos de rodas, pesos e alturas.

Segundo a professora Maria Parappilly, pesquisadora principal da abordagem de ensino com Lego, o método tem ajudado a reduzir as taxas de abandono do curso, desde que foi introduzido, em 2014.

Créditos: Divulgação

Maria Parappilly, uma das professoras que desenvolveu a metodologia

"Muitos estudantes de graduação chegam ao nosso curso sem habilidades básicas de ciência ou qualquer exposição prévia à Física ou Matemática no ensino médio", disse. 

De acordo com a professora, essa tem sido uma maneira não conflituosa de apresentar aos alunos o processo de investigação científica, especialmente quando o sistema educacional passa por uma crise.

A metodologia agora será lançada para outras universidades e escolas secundárias no sul da Austrália.

Por QSocial