Créditos: Universidade de Washington

Protótipo de celular sem bateria

Quem nunca passou raiva com um celular descarregado no meio da rua? Nem sempre é possível encontrar uma tomada por perto ou mesmo dispor de um carregador. Porém, esse drama tecnológico talvez esteja com os dias contados. 

Pesquisadores da Universidade de Washington criaram o protótipo do primeiro celular sem bateria, que efetua ligações, inclusive via Skype, e acessa serviços de emergência.

Isso é possível?

Agora é. O protótipo desenvolvido pela equipe eliminou a necessidade de converter os sinais analógicos que transmitem som para dados digitais, uma etapa que consome muita energia. 

No entanto, o usuário pressiona um botão para alternar entre os modos "transmitir" e "ouvir".

"Para alcançar o consumo de energia realmente baixo, você precisa executar o telefone coletando energia do meio ambiente, devemos repensar fundamentalmente como esses dispositivos foram projetados", disse o co-autor Shyam Gollakota , professor associado da Escola de Ciências da Computação e Engenharia da Universidade de Washington.

A tecnologia também utiliza as vibrações no microfone e alto-falante ocorridas durante uma conversa e uma antena conectada a esses componentes, que codifica padrões de fala em sinais de rádio.

Dessa forma, o consumo de energia foi reduzido para apenas 3,5 microwatts, que, de acordo com o projeto, podem ser captada dos ambientes de duas formas: através de sinais de rádio ou da luz ambientes.

Vamsi Talla, estudante do pós-doutorado na época em que a pesquisa começou a ser desenvolvida e co-autor, contou ao Jornal UW News que deseja ir além das chamadas, com adições como uma câmera e telas e-Ink.

http://www.washington.edu/news/2017/07/05/first-battery-free-cell-phone-makes-calls-by-harvesting-ambient-power/