Quem for ao Rock in Rio em setembro deste ano não precisará se preocupar com a falta de bateria no celular: cinco árvores solares, as OPTrees, serão instaladas no Parque Olímpico.

Créditos: Divulgação

A estrutura da OPTree é feita de aço inoxidável e à prova d‘água

Sua estrutura feita de aço inoxidável é à prova d‘água, e as “folhas” são cobertas por filmes fotovoltaicos orgânicos, que são leves, flexíveis e responsáveis por transformar a luz solar em energia elétrica.

Na Cidade do Rock, o público poderá recarregar quaisquer celulares com carregador compatível à entrada USB nas tomadas localizadas nos bancos das "árvores solares".

Créditos: Divulgação

A energia limpa gerada é suficiente para que cada estrutura forneça iluminação e abasteça até 10 dispositivos simultaneamente

A energia limpa gerada é suficiente para que cada estrutura forneça iluminação e abasteça até dez dispositivos simultaneamente.

O produto já passou pela exposição “Inovanças”, do Museu do Amanhã, e pelo evento  “Diálogos sobre a Nova Economia”, da Natura.

Créditos: Divulgação

Quaisquer celulares com carregador compatível à entrada USB poderão ser carregados nas tomadas localizadas na base das árvores

A ação faz parte do projeto Amazônia Livre, que visa plantar milhões de árvores na Amazônia, e é patrocinada pelas empresas Sunew (desenvolvedora dos filmes fotovoltaicos), Metalco do Brasil (fabricante de mobiliários urbanos) e Comerc Energia (gestora de energia).

Créditos: Divulgação

As “folhas” são cobertas por filmes fotovoltaicos orgânicos, que são leves, flexíveis e responsáveis por transformar a luz solar em energia elétrica

Por QSocial